• i-PSI

Na tela, Alzheimer e a chance de “Viver duas vezes”

Atualizado: Mar 25

Por: Sandra Vaz “Viver Duas Vezes” é um filme que faz rir e faz chorar daqueles que nos convida a refletir sobre a vida, seus conflitos e desejos. Super recomendo!

Traz na trama a realidade dos idosos e das dificuldades de relacionamento que possuem com a família, principalmente com as diferentes gerações que também enfrentam as suas dificuldades do dia a dia, entre temas como bullying, autoestima, pressão social, entre outros


Emílio (Oscar Martínez) é diagnosticado com Alzheimer, e seu personagem é um professor muito bem sucedido, atravessando uma nova fase de sua vida e, com ela, inúmeras recordações do passado.


Em meio às dificuldades cognitivas que começam a se instalar, ele sente a necessidade de ir em busca do seu grande amor do passado.


A trama, extremamente atual, enfatiza questões modernas, como a importância da tecnologia nos dias de hoje, porém afastando pais e filhos que não conversam entre si e nutrem uma dependência pela tecnologia como uma válvula de escape.


Várias pessoas hoje no consultório trazem dificuldades de lidar com seus pais idosos e o filme retrata os dos lados desta relação, com muita sensibilidade.

#terapia #alzheimer #viverduasvezes #dicadefilme #sandravaz


0 visualização